Equipe

Atualizado: Mar 22


ROBERTA MÁRTIRES – Produtora Executiva


Bacharel em Turismo, artista visual, produtora, criadora da Multifário (arte & moda), desenvolveu projetos sociais através de rodas de conversas temáticas e experiências audiovisuais na Casa Velha (2016/2017), ministrou oficina pelo projeto Circular Campina Cidade Velha de crochê criativo (2019), tendo no mesmo ano realizado a exposição “Rios e Redes, uma poética sobre o tempo”, na galeria do Centro Cultural do Tribunal de Justiça do Estado; e, em 2020, “Senhora de Nós” (parceria com a Fábrica de Velas São João). Criou e participou de feiras de economia criativa e de cultura digital como a Multifeira, e o projeto “Cidade em frestas”. Recentemente, compôs Abaya Coletiva, através do qual produziu um curta veiculado pelo Auto do Círio 2020.



LUCIANA MEDEIROS – Assessora de Comunicação


Luciana Medeiros é jornalista, produtora cultural e documentarista. Formada em Comunicação Social (UFPA), pós graduando em Comunicação e Marketing Digital, tem 27 anos de trajetória profissional. Há 11 anos fundou o Holofote Virtual – Comunicação | Arte | Mídia, cujo blog foi premiado duas vezes com o troféu Imprensa do Banco da Amazônia (2015 e 2017), na categoria jornalismo independente. Coordena desde 2015, a comunicação do projeto Circular Campina Cidade Velha. É sócia fundadora da Central de Produção Cinema e Vídeo na Amazônia, realizando documentários focados em música. Entre 1992 e 2008, trabalhou em redações e assessoria de imprensa. Na TV Cultura, produziu diversos programas e dirigiu o Cultura Pai D'Égua. No Jornal Diário do Pará, onde foi repórter, editora assistente e editora do Caderno de Cultura. Entre 2009 e 2011, trabalhou na Assessoria de Comunicação da Fapespa – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará. Desde 2011 atua de forma independente com comunicação, assessoria de imprensa, formatação e consultoria para projetos culturais.



MATEUS FARIAS DE NOGUEIRA MOURA – Produtor de Conteúdos


Realizador e educador de cinema. Sócio-fundador da Maria Preta, onde lançou 2 curtas e 1 longa, de circulação internacional. Coordenador do projeto MATOU O CINEMA E FOI FAMÍLIA, premiado pela FCP-PA pelo conjunto da obra, que já produziu mais de 60 vídeos, também de circulação internacional, tendo participado como colaborador do FICCA – Festival Internacional de Cinema do Caeté, desde a sua primeira edição (2014).



RILKE PINHEIRO – Designer Gráfico


Rilke Penafort Pinheiro é professor, pós-graduado em Teoria e Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa. Trabalha há 35 anos com identidades visuais, estratégias de marketing e durante 10 anos como editor de várias revistas paraense e nacionais. Organizando pauta, desenvolvendo conteúdo, divulgando arte, política e produção cultural local.


Especialista em identidades e promoção de logos/marcas e no uso de ferramentas para promover soluções, consultoria, diagnóstico em tecnologia digitais para auxiliar na gestão de negócios empresariais em social media. Monitoramento de redes sociais com milhares de opções de cruzamentos e relatórios em tempo real via dashboards. Coleta Automática de dark posts para Facebook e Instagram e alertas e dashboards para avaliações em tempo real do Google My Business.



FRANCISCO WEYL – Coordenador do FICCA / Amazonas Douro


Autodenominado Carpinteiro de Poesia - poeta, realizador, cineclubista, jornalista, radialista, professor, ensaísta e artista digital. Doutorando em Artes Plásticas, e pesquisador do Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade, da Faculdade de Belas Artes (Universidade do Porto); Mestre em Artes e Pós-graduado em Semiótica (Universidade Federal do Pará, Brasil); Bacharel em Cinema (Escola Superior Artística do Porto); ministrou aulas de Comunicação, Cinema, Antropologia, Filosofia, Arte, e Metodologia, em Portugal (Instituto Politécnico de Bragança); Cabo Verde (Universidade Jean Piaget); e Brasil (Universidade Federal do Pará).


Desenvolve projetos com jovens em situações de vulnerabilidade, em comunidades periféricas e quilombolas. Foi bolsista da CAPES, e colaborou com o UNICEF. Edita o Blog Carpinteiro de Poesia; coordena o FICCA - Festival Internacional de Cinema do Caeté. É “Marujeiro”, associado à Irmandade de São Benedito; e Doutor Honoris Causa (Academia de Letras do Brasil – ALB), em Bragança do Pará.



OFICINEIROS





Técnico em edificação civil, arte educador, educador ambiental, artista plástico, bonequeiro, ator, fundador do Boi Vagalume da Marambaia, compositor de carimbó e boi-bumbá, cantor, tocador de tambor, carnavalesco.








CAROL MAGNO


Carol Magno é artista-articuladora cultural-pesquisadora. Doutoranda e Mestre em Artes pelo Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade Federal do Pará, formou-se em Letras pela UEPA e teatro pela Escola de Teatro e Dança da UFPA. Desenvolve os projetos: "Roda de Escritoras Paraenses" (literatura e gênero); "Casa em mim: desterro" e "Retrato em Ameríndia Sangue" (performance, fotografia, audiovisual); "Quando abro minha Aruanda" e "JurunAldeia" (teatro ritual) e "Brinquedo de Contar" (música infantil), "Cantos de Encantaria" (música e performance).


Lançou "Feminino à queima-roupa" (2016), seu primeiro livro, que fala de um feminino íntimo e periférico na Amazônia, conversando também com a literatura erótica contemporânea. Publica no blog da pesquisa de doutorado MULHER-CASA-CIDADE (mulhercasacidade.wordpress.com) e Espasmos Literários (www.espasmosliterariosja.blogspot.com.br). E atualmente organiza a antologia da Roda de Escritoras Paraenses e o disco “Canto de Encantaria”, integra os Coletivo Mergulho e Abaya Coletiva.


OPERADOR TÉCNICO


RAFAEL FERREIRA


Diretor da produtora Cine Diáspora, em Belém do Pará, conselheiro da APAN (associação dxs profissionais negrxs do audiovisual) e gerente de licenciamento e suporte na streaming TODESPLAY. Mais de 10 anos no audiovisual, trabalhou em cerca de 8 filmes, 7 curtas e 1 longa, premiado na UNESCO com menção honrosa em 2018, foi coordenador também dos festivais, Cinerada, Festival TV Caiçara e Festival Zélia Amador de Deus.



36 visualizações0 comentário