• Francisco Weyl

Contagem regressiva para o VII FICCA

Começa nesta quarta-feira, 8, e prossegue até o dia 10 de Dezembro, a sétima edição do festival internacional de cinema do Caeté, FICCA.

Esta é a segunda vez que o FICCA é realizado, apenas este ano, entretanto, em Abril/Maio, o VI FICCA foi financiado pela Lei Aldir Blanc.

Mas o FICCA nunca foi um festival datado.

O festival ocorre o ano inteiro, com mostras e oficinas, em escolas e comunidades parceiras, sendo a sua culminância nos dias 8, 9, e 10 DEZ.

A versão do FICCA deste ano é híbrida, semipresencial, com os devidos cuidados preconizados pelas autoridades sanitárias diante da Covid-19.

Este ano o FICCA está sediado no Centro Cultural Cineclube Casa do Professor, na praia de Ajuruteua, em Bragança do Pará.

As atividades do festival estão divididas entre a Casa do Professor e a Escola Domingos de Souza Melo (praia de Ajuruteua) e o Quilombo do América.

Parceiro da Associação de Remanescentes Quilombolas do América, de Bragança do Pará, o festival conta ainda com o apoio da Associação Nacional de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde, e Escola Superior Artística do Porto.

Esta tríade afro-luso-brasileira alinha o FICCA a uma cinematografia compromissada com as grandes causas deste tempo, razão pela qual o festival tem uma pegada cineclubista inclusiva que forma plateia e coletivos de realizadores de cinema Amazônidas.

Na programação do festival, há performances, exposição de pinturas, oficinas de vídeo e de pinturas, e graffiti, além de projeções e estreias de filmes, rodas de conversas e lives temáticas sobre o cinema social, com ênfase ao realizador Sérgio Péo, homenageado desta edição.

Péo é paraense radicado no Rio de Janeiro e faz um cinema engajado nas lutas populares urbanas, com uma poética antropológica autoral.

Em 2021, mais de cem filmes foram submetidas ao VII FICCA, que incluiu categorias como videoteatro e performance audiovisual, para valorizar o diálogo da linguagem do cinema com a arte contemporânea.

Além das premiações para as dez categorias a concurso, o FICCA vai trabalhar em 2022 com a tradicional Mostra Negro FICCA, tendo ainda criado a Mostra Cinema Contemporâneo de Resistência e Caeté Cult, para as quais foram selecionadas cerca de 30 obras.

Confira a programação oficial :


PROGRAMA OFICIAL

LOCAL: Casa do Professor / Praia de Ajuruteua, com transmissão para redes sociais nos canais do FICCA


4 DE DEZEMBRO

9h/18h OFICINA de pintura

Coordenação: Roberta Mártires

Centro Cultural Cineclube Casa do Professor, campo do meio, praia de Ajuruteua


5 DE DEZEMBRO

9h/17h, OFICINA

“Da Ideia à Montagem no Cinema de Guerrilha”

Coordenação: Francisco Weyl

Escola Américo Pinheiro de Brito, Quilombo do América


8 DE DEZEMBRO

16h30 ABERTURA

Francisco Weyl (diretor do FICCA)

16h45 - Anúncio dos vencedores do VII FICCA

Luciana Medeiros (jornalista, realizadora)


8 DE DEZEMBRO

17h, PERFOMANCE

“Oferenda pra Yemanjá” (Rosilene Cordeiro, Balorixá Doté Esin Fenigidá, Carpinteiro de Poesia e Luan Alex MW, Mateus Moura)


8 DE DEZEMBRO

17h30, RODA DE CONVERSA “Ideias para a cultura Caeteense”

Waldeir Reis (Vereador de Primavera, PA); Roseti Araujo (pte ARQUIA —Quilombo do América); Kelle Cunha (bióloga, ECATU-RCA); Geovane Maximo, prof. sociologia e produtor cultural; Francisco Weyl (diretor do FICCA); MEDIADOR: Beto Amorim (coordenador proj Aluno Repórter/ Academia Letras do Brasil – Bragança Pará)


8 DE DEZEMBRO

20h, CINEMA:

"O Marajó de Sérgio Péo" (Francisco Weyl, 2013)

“Marajó, A Última Lua da Maré” (Sérgio Péo, 1991)


8 DE DEZEMBRO

Inauguração da exposição de Pinturas "AJURUTEUA, de Roberta Mártires


9 DE DEZEMBRO

9h/14h, OFICINAÇÃO

Escola Américo Pinheiro de Brito, Quilombo do América

Coordenação: Rosilene Cordeiro


9 DE DEZEMBRO

9h/14h, OFICINA

“Da Ideia à Montagem no Cinema de Guerrilha”

Escola Domingos de Souza Melo, Vila do Bonifácio, praia de Ajuruteua

Coordenação: Mateus Moura e Marta Ferreira (NACE/SEMEC)


9 DE DEZEMBRO

9h/14h, GRAFFITI - Gart Simpson

Centro Cultural Cineclube Casa do Professor, campo do meio, praia de Ajuruteua


9 DE DEZEMBRO

17h , RODA DE CONVERSA “Mulheres da Resistência”

Ava Rocha, realizadora e cantora / Inês Leitão, documentarista (Portugal) / Zeza Guedes, ativista (Portugal) / Célia Maracajá, atriz e realizadora / Rosilene Cordeiro, atriz e realizadora MEDIADORA — Luciana Medeiros, jornalista, realizadora e produtora


9 DE DEZEMBRO

19h, SARAU

Heliana Barriga, Cris Belo, Roberta Mártires, Clei Souza, Marco da Lama, Marcelo Sebastian, Manoel Ramos, e (de Cabo Verde), Mário Loft e Edyoug Lennon.


9 DE DEZEMBRO

20h, CINEMA – Filmes em estreia

EXERCITO (Francisco Weyl)

#feitiço (Rosilene Cordeiro)


20h30, FILMES VENCEDORES DO VII FICCA

Exibição pelas redes sociais


10 DE DEZEMBRO

9h/14h, OFICINA

“Da Ideia à Montagem no Cinema de Guerrilha”

Escola Domingos de Souza Melo, Vila do Bonifácio, praia de Ajuruteua

Coordenação: Larissa Medeiros, Mateus Moura e Marta Ferreira (NACE/SEMEC)


10 DE DEZEMBRO

10h, MINICURSO

“Literatura. Fotografia e canção”

Sala d o PPGLSA – Bloco 2 / Ufpa, campus Bragança

Coordenação: Clei Sousa


10 DE DEZEMBRO

15h, MOSTRA SÉGIO PÉO (homenageado) FILMES: “Rocinha Brasil 77” / “Associação dos Moradores do Guararapes” / “Rio Uruçumirim”

I7h, RODA CINECLUBISTA (A partir da obra de Sérgio Péo)

Sérgio Péo, homenageado / Cris Salgado, realizadora / Isa Catarina, secretaria de cinema e educação da Fed. Inte. Cine Clubes / Cristiano Costa Pereira, OPPIA-Douro Film Festival / Mateus Moura, realizador e crítico / Francisco Weyl, FICCA

MEDIADOR: Alessandro Campos, antropólogo e documentarista (Festival do Filme Etnográfico do Pará)


10 DE DEZEMBRO

18h30, RODA DE CONVERSA “O Cinema Africano”

Mamadou Diallo (Sénégal), Bernard Afili e Mel Rodrigue (Costa de Marfim) / MEDIADORES – Misá (Costa do Marfim) / Júlio Silvão (Cabo Verde)


10 DE DEZEMBRO

20h, CINEMA

“O quilombo é meu lugar, minha casa” (ARQUIA-Américacine, 2021) / filmes realizados nas oficinas do VII FICCA


20h30, FILMES VENCEDORES DO VII FICCA

Exibição pelas redes sociais


21h, ENCERRAMENTO

Sarau da Lua Minguante



© FONTE: Ficca – Festival Internacional de Cinema do Caeté

Criador e Diretor – Francisco Weyl










16 visualizações0 comentário