• Francisco Weyl

Produções audiovisuais de Bragança em exibição na TV CULTURA

Filmes produzidos em Bragança do Pará estão entre os filmes premiados e convidados pelo Festival Internacional de Cinema do Caeté, com exibição na TV e no Portal Cultura durante esta semana.

Na terça-feira (25), foi exibido o filme convidado “Curuperé” (Francisco Weyl/PA-2017/2020/17Min), um documentário musical sobre a estada deste Mestre do Carimbó no Município.

Hoje (quinta, 27), será a vez do curta experimental “História Abandonada” (Realização Coletiva/PA-2017/2012/5Min30Seg), rodado nas ruínas da Escola Monsenhor Mâncio Ribeiro, hoje Liceu de Artes de Bragança, tendo este filme resultado de oficinas do projeto “Aluno Repórter”, parceiro do FICCA.

Na o dia 29 (sexta), serão dois filmes rodados em Bragança do Pará:

O primeiro é O Quilombo é meu lugar, a minha casa (DIG, COR, BR, 19 Min, Realização Coletiva), documentário rodado no Quilombo do América, em Bragança.

Depois, será exibido Memórias de Taperaçú-Porto (Realização Coletiva/BR, 2014, DIG, COR, 12Min13Seg), onde antigos moradores da Vila de Tapareçú-Porto, em Bragança, narram as histórias da comunidade.

A programação do CURTA CULTURA tem curadoria do bragantino autodenominado Carpinteiro de Poesia Francisco Weyl, diretor do FICCA, festival que nasceu às margens do Caeté, há oito anos.

De acordo com Weyl, estes filmes têm uma filosofia estética definida, ancorada no conceito das poéticas das gambiarras e das tecnologias do possível, que estimula a juventude da Região dos Caetés a superar as adversidades técnicas com criatividade.

Ele diz que, mesmo que os jovens de periferias e quilombos não disponham de equipamentos sofisticados, ainda assim, eles têm potência para criar e sonhar, pelo que o cinema é uma via por onde ecoam as mensagens de suas comunidades.

“O cinema é uma linguagem sintética, que reúne os signos de diversas linguagens, sendo a imagem o lugar de sua fala, e esta fala, coletiva, pode ser o silêncio ou o grito de um pensamento que traduz imaginários, recolhidos aos ensinamentos e aos conhecimentos que vêm desde a ancestralidade destas localidades onde estes filmes foram e são realizados”, concluí o Carpinteiro.

SERVIÇO

O QUE: Cultura Cultura – FICCA

ONDE: TV e Festival Internacional de Cinema do Caeté

http://www.portalcultura.com.br

QUANDO: De 25 a 30 Maio, 23H

FICCA – FESTIVAL DE VIDA




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo