top of page
  • Francisco Weyl

FICCA articula audiência pública para debater a cultura bragantina

Estivemos hoje reunidos com o vereador Zé Maria, da Comissão de Cultura da Câmara Municipal de Bragança, para quem apresentamos o projeto FICCA em busca de apoio, devidamente comprometido, do mesmo modo para buscar parcerias no sentido de valorizar a cultura regional dos Caetés através de ações e projetos e movimentos sociais que sejam propositivos e possam avançar o setor e assim desenvolver a economia criativa e o próprio Município, a partir da cadeia audiovisual e cultural.

Por esta razão será realizado o Fórum Audiovisual Amazônia Caeté, dia 10 de Dezembro, na Casa da Cultura, e no âmbito do VIII FICCA, momento que trocaremos ideias e apresentaremos propostas para a cultura de Bragança no sentido de construir o Sistema Municipal de Cultura, com a implementação do Conselho, do Plano e do Fundo , que constituem o CPF da Cultura local, razão porque estamos somando esforços entre sociedade civil e poderes públicos para uma Audiência Pública e outros fóruns de debates consultivos e propositivos para avançar o audiovisual e a cultura de Bragança do Pará.

Após reunião com o vereador também mantivemos diálogo com a técnica cultural Luciana Lemos, que garantiu a presença da Secretaria de Cultura no Fórum Audiovisual Amazônia Caeté e também demonstrou interesse do Município em dialogar com a sociedade para aperfeiçoar a Lei e o Conselho Municipal de Cultura no sentido de preparar Bragança para receber as propostas de políticas públicas nacionais e estaduais, como editais e leis específicas como o Sistema Estadual de Cultura e a Lei do Audiovisual.

Todos estes assuntos estão na pauta do VIII FICCA, via o Fórum Audiovisual Amazônia Caeté, que já tem a presença confirmada de dezenas de pessoas, além de Francisco Weyl (Diretor do FICCA), Dani Franco (Jornalista/Produtora), Mateus Moura (Realizador), Marta Ferreira (Professora de arte), Roberta Mártires (Artista visual), Carol Magno (Pesquisadora e escritora), Rosilene Cordeiro (Realizadora e atriz), Artsimpsom (Artista visual),Marcelo Rodrigues (Realizador), Clei Souza (escritor), Beto Amorim (Radialista), Pedro Olaia (Realizador), San Marcelo (Realizador), Roseti Araujo (ARQUIA), Larissa Medeiros (Musicista e educadora popular), Cuité (Mestre e educador popular), Ana Fabem (Pesquisadora e performer), Evandro Mesquita (Músico),além de outros criadores e fazedores de cultura que demonstraram interesse e garantiram que participarão, como o vereador Zé Maria, da Comissão de Cultura da Câmara Municipal de Bragança, e o vereador de Primavera, Waldeir Reis, assim como o realizador e produtor Afonso Gallindo, que ficou de confirmar a presença.


Francisco Weyl



VIII FICCA é organizado pela ARTE USINA CAETÉ, em parceria com o Centro Cultural Cineclube Casa do Professor, Cineclube Amazonas Douro, WFK-Direitos Humanos, Multifário Arte, com patrocínio do Governo do Pará, via Lei Semear/Fundação Cultural do Pará, Prêmio Preamar/Secretaria de Estado da Cultura.

© FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DO CAETÉ

Curador: Carpinteiro de Poesia

#ficca #ficcafestival #ficcacinema #viiificca #cinemaamazônico #cinemadocaeté #bragançadopará #estéticasdeguerrilhas #tecnologiasdopossível #poeticasdagambiarra #carpinteirodepoesia

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page