• Francisco Weyl

FICCA chega a sua oitava edição com exibições,mostras, oficinas em Belém, Bragança e Portugal

Atualizado: 15 de nov.

Realizado há oito anos na cidade de Bragança, Pará, o FICCA – Festival Internacional de Cinema da Amazônia chega agora com sua programação oficial. A conferência de abertura será no Liceu da UEPA, em Bragança, com palestra da socióloga Luzia Miranda Álvares, professora da UFPa e crítica de cinema. A programação de culminância será nos dias 8, 9 e 10 de dezembro de 2022, e terá exibições também em Belém e na cidade do Porto, em Portugal.


Idealizado pelo realizador Francisco Weyl, o FICCA tem como marca a a cinematografia africana, lusitana, latina, brasileira – e amazônida. Aberto à diversidade, o Festival se propõe como espaço

de eco para realizadores sem visibilidade, engajados nas comunidades, como alternativas para democratizar o audiovisual, fortalecendo e desenvolvendo a cadeia do audiovisual na Região dos Caetés.


Em Portugal, na cidade do Porto, haverá ainda uma sessão especial na Livraria Gato Vadio, com exibição de filmes de edições anteriores do Festival, incluindo os vencedores de 2021.


Para este ano de 2022, o VIII FICCA apresenta 34 filmes selecionados de um total de 134 inscritos, sendo: 2 estrangeiros, 132 nacionais, dos quais, 13 amazônidas e dentre estes 10 paraenses.


Os filmes em competição serão exibidos nos canais do FICCA e serão projetados no dia 9 de Dezembro de 2022, em Belém, no Cine Líbero Luxardo e em Bragança, nos campi da UFPa e IFPa.


A Comissão do Juri foi composta por produtores, realizadores, pesquisadores e jornalistas do Brasil e Portugal. Além das categorias oficiais, os filmes selecionados também concorrem em outras categorias como os prêmios “Padre Bruno” de Juri Popular e “Isa Cunha” de Direitos Humanos.


Realizado pela Arte Usina Caeté, o VIII FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DO CAETÉ – FICCA, tem parceira do Centro Cultural Cineclube Casa do Professor, Cineclube Amazonas Douro, WFK-Direitos Humanos, Multifário Arte, com o patrocínio do Governo do Pará, via Lei Semear/Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, Prêmio Preamar/Secretaria de Estado de Cultura.


Confira abaixo a programação oficial completa:


8 DE DEZEMBRO

Teatro do Liceu de Música da UEPA

16h30 – Abertura

16h35 – Execução do Hino do Brasil e do Pará

16h40 – Hino de Bragança à capela, por Evandro Mesquita

16h45 – Declamação poética por Manoel Ramos

17h50 - Composição da Mesa de Abertura

Roseti Araujo (ARQUIA), Rosilene Cordeiro (Realizadora e atriz), Ivan Oliveira (Curta Carajás), Francisco Weyl (Diretor do FICCA), Beto Amorim (Projeto Aluno Repórter) + UFPA / IFPA / ALB-Bragança / Prefeitura-Seculd

17h30 - Conferência de abertura

Cinema e poder: o feminino na Amazônia (Professora Doutora Luzia Miranda Álvares)

19h –Deslocamento em Cortejo até o Mercado Municipal de Bragança

19h20 – Jantar e Convívio Poético-Musical

Cozinheira: Bacana

22h – Encerramento


9 DE DEZEMBRO

9h às 16h - Sessões competitivas

IFPa / UFPa – Bragança

9h às 17h - Oficinas de arte e de Cinema de Guerrilha Escola Domingos de Souza Melo, Vila Bonifácio, Ajuruteua (Mateus Moura / Marta Ferreira / Roberta Mártires)

Escola Américo Pinheiro de Brito / Quilombo do América (Carol Magno / Rosilene Cordeiro/ Artsimpsom)

19h - Projeção

Praça da Bandeira, Bragança

10 DE DEZEMBRO

9h às 12h - Fórum Audiovisual Caeté-Amazônia (Faca)

Centro Cultural Cineclube Casa do Professor – Praia de Ajuruteua

PARTICIPAÇÃO:

Ivan Oliveira (Curta Carajás), Francisco Weyl (Diretor do FICCA), Dani Franco (Jornalista/Produtora), Afonso Gallindo (Produtor e Realizador), Mateus Moura (Realizador), Marta Ferreira (Professora de arte), Roberta Mártires (Artista visual), Carol Magno (Pesquisadora e escritora), Rosilene Cordeiro (Realizadora e atriz), Artsimpsom (Artista visual),Marcelo Rodrigues (Realizador), Clei Souza (escritor), Beto Amorim (Radialista), Pedro Olaia (Realizador), San Marcelo (Realizador), Roseti Araujo (ARQUIA), Larissa Medeiros (Musicista e educadora popular), Cuité (Mestre e educador popular), Ana Fabem (Pesquisadora e performer).

18h

Anúncio dos vencedores do VIII FICCA

Fórum Audiovisual Caeté-Amazônia (Faca)

Projeção na praia de Ajuruteua, Bragança

20h – Mística de encerramento





BELÉM DO PARÁ


Cine Teatro Líbero Luxardo

8 de Dezembro - 16h30

Transmissão da programação de ABERTURA Bragança

18h - Encerramento

9 de Dezembro - 14h

Sessões competitivas

19h - Encerramento


De 10 a 14 de DEZEMBRO

14h - Mostra Sérgio Santeiro e a defesa do cinema brasileiro

15h - Mostra O Cinema Invisível de Vicente Cecim

16h - Mostra O EXERCITO e o exercício cinematográfico de Ana Tinoco (Portugal)

17 - Exibição de filmes premiados pelo VIII FICCA

19h – Encerramento




PORTUGAL


LIVRARIA Gato Vadio, Porto

9 de Dezembro - 20h

Sessaõ Especial Afro-Luso-Brasileira

CURADORIA: Luís P. Costa, Celestino Monteiro, Cristiano Pereira, Ana Tinoco, Zeza Guedes




© FICCA



18 visualizações0 comentário